28 de julho de 2013

Punta del Diablo, Rocha, Uruguai

A estrada para o Uruguay foi via BR116, até Pelotas, depois via BR 471.
Como tudo tem seus pontos positivos e negativos a viagem de carro também tem seus momentos bons e nem tão bons assim... A parte boa é que se pode parar a qualquer momento, a parte ruim é que é realmente é muita estrada, são 7 horas dirigindo, acrescente aí os necessários momentos de parada obrigatória para pipiroom. Mas a estrada tem suas compensações, a paisagem é fenomenal, muito campo aberto, muita vegetação e muitos animais alegrando a vista.



Aqui quero fazer uma ressalva sobre a ESTAÇÃO ECOLÓGICA DO TAIM, localizada no sul do estado do Rio Grande do Sul, entre Rio Grande e Santa Vitória do Palmar. O Taim é uma reserva que abriga mais de 30 espécies de mamíferos e mais de 250 espécies de aves e conta com uma flora bem variada, sendo possível ver da beira da estrada figueiras, corticeiras, cactos, juncos e aguapés. Ao cruzar o Taim é possível ver muitas capivaras. A ressalva é que a BR 471 atravessa a reserva, assim, faz-se necessário o cuidado redobrado dos motoristas que transitam pela área. É comum presenciar os bichos mortos por atropelamentos na beira da estrada, o que é possível de se evitar ao trafegar com cuidado em velocidade reduzida.
 




Para tornar a viagem menos cansativa optamos por fazer uma parada mais ou menos no meio do caminho, em Pelotas.

A cidade de Pelotas, é conhecida como capital do Doce!

Almoçamos no restaurante do Hotel Alles Blau no centro de Pelotas com buffet a kilo, bem honesto e apropriado para aqueles que comem pouco, já que se paga só o que se come. Uma comidinha bem saborosa e variada, com grelhados na chapa.

Após o almoço fomos dar uma passeada pelo centro em busca da sobremesa, claro!!
Paramos numa confeitaria muito simpática, a Doceria Márcia Aquino, na av.  Bento Gonçalves, uma delícia! Olha que delicadinho o brownie com sorvete, e a fatia de torta de chocolate com morango, uma refeição!


Depois disso foi necessário uma caminhada no calçadão da praia do Laranjal para "baixar" toda essa comilança! Só que estava muito frio!!!

Nos hospedamos na pousada Krolow, no Laranjal que é uma graça e os funcionários são muito atenciosos. Todos os apartamentos são temáticos e possuem nomes dos mais tradicionais doces de Pelotas. São apartamentos com acomodações para 2, 4 ou 6 pessoas, equipadas com bicama na sala, ar condicionado, lareira, fogão, frigobar, lareira, algumas unidades tem banheira de hidromassagem, e sacada com vista para a lagoa. O café da manhã é singelo, mas servido com requinte e simplicidade, bem nutritivo e muito saboroso, com tudo o que se precisa para encarar mais um bom pedaço de estrada.





A retomada da estrada foi em seguida do café da manhã com muito frio!!


Até a máquina de foto congelou!! Para resolver o problema foi preciso aquecer as pilhas nas mãos para voltar a funcionar. Eu nem sabia que equipamentos podiam congelar !!

A passagem por Rio Grande é sempre complicada por causa do grande tráfego de caminhões, mas passado este trecho, a viagem fica bem tranquila.

Na fronteira é preciso estacionar o carro na alfândega para preencher os vistos e dar entrada no Uruguai, já de posse da carta verde, e seguir o trajeto! As estrada do Uruguai são maravilhosas e passamos apenas por 1 pedágio! Que beleza!! Ponto para os nossos vizinhos Uruguaios no quesito estradas! Tudo muito tranquilo, mas não abuse da velocidade! Lá não tem perdão!

Daí foi só seguir rumo a Punta del Diablo.
Nos hospedamos em bangalôs de arquitetura bem diferentes do tradicional da região.


Teve um passeio em Punta del Este, com um almoço em uma pizzaria e sobremesa numa confeitaria! Atenção! As duas paradas com mesmo custo! A confeitaria era maravilhosa, mas absurdamente cara. Imagina um cafezinho de confeitaria em zona nobre de Punta del Este, só podia ser caríssimo mesmo! É, nesta a gente embarcou bonito... Mas tudo é experiência! Nunca se abanque sem pedir o cardápio antes!  


18 de julho de 2013

Tempo de Férias... Rumo ao Uruguay



Tempo de férias sempre me dá vontade de viajar... E como é bom viajar... A gente sai da rotina descansa a mente e cansa o corpo e desfruta de momentos especiais com a família, amigos ou até mesmo se for sozinho!!! Afinal, ficar consigo mesmo pode fazer toda a diferença, escutar a voz interior, colocar os planos de vida em dia...

De qualquer forma é sempre bom VIAJAR!!!

Seja de carro, de avião ou de navio... este último meio de transporte vou ficar devendo ainda por um bom tempo, não simpatizo muito... mas quem sabe um dia supero meu preconceito quanto aos meios de transporte marítimos e encaro um cruzeiro... Nada impossível, afinal um dia venci o medo de avião... Vamos ver...

A próxima estrada será em direção ao Uruguay. Sim, já estive lá, e me apaixonei! Foi em Janeiro de 2011, tem postagem aqui, só que era verão! Realmente muito quente!! Agora vamos no inverno! Realmente muito frio!!

Sempre divido a viagem em 3 momentos: PLANEJAMENTO, MOMENTO E AVALIAÇÃO!

O PLANEJAMENTO, na minha humilde opinião, é o momento mais importante, dele depende o sucesso ou o fracasso de uma viagem!

1 - S empre defina o destino de sua viagem :D com antecedência
2 - U tilize todos os meios de informação disponíveis para pesquisar acerca dos costumes locais
3 - C ertifique-se de estar PORTANDO os DOCUMENTOS adequados antes de sair de casa!
4 - E stadia previamente agendada e com perfil adequado ao grupo que viaja com você
5 - S egurança nos locais de visitação e pouso são imprescindíveis
6 - S em exageros na bagagem  
7 - O bedeça a legislação local

DICA: No caso da ida ao Uruguay de carro, é necessário providenciar a "CARTA VERDE" junto ao seu corretor de seguros. A carta verde é o Seguro Obrigatório para Condutores de Veículos Terrestres em Viagens dentro do Território Mercosul, com vigência de no mínimo 7 dias e no máximo de 1 ano.  

Vamos lá !! RUMO AO URUGUAY!

2 de março de 2013

Colônia Villanova Armazém e Café

Porto Alegre, guarda lugares encantadores ! Esse que visito agora, é um exemplo . Localizado na zona Sul de Porto Alegre, oferece um delicioso café da manhã aos sábados, feira de produtos orgânicos e produtos colônias!

Vale a pena visitar !! Fica a dica !




 http://coloniavillanova.blogspot.com.br/

25 de fevereiro de 2013

Cambará do Sul/ RS

Circuito das Cachoeiras ! 

Já pensou em conhecer o interior do interior? Pois não perca! Cambará do Sul é uma pacata cidade do interior do estado do Rio Grande do Sul, que guarda em suas terras lindezas inacreditáveis!! 

Passo do S





O Circuito das Cachoeiras é um passeio oferecido pela Agência de Viagens da Colina, a primeira agência da avenida principal, quando se entra na cidade de Cambará do Sul! 





Passo do S










O passeio tem duração de umas 5 horas em média, a bordo de uma Land Rover ! 
O trajeto é coberto de campos verdes, águas e... pinheiros... através das fazendas é possível testemunhar as intervenções do homem na terra... Km e km de plantações de Pinheiro...


Deserto Verde




Deserto Verde

Passados os verdes corredores de pinheiros ... somos agraciados com lindas Cachoeiras! 
A primeira parada é na Cachoeira do Passo do S, trajeto obrigatório por dentro do rio! 

Isso mesmo, por dentro do Rio! A bordo da Land Rover a travessia do rio é espetacular, com uma paisagem inédita!! Brindada pelos pássaros se alimentando no rio !!

Travessia do Rio do Passo do S



Passo do S






Passo do S




Passo do S








Passo do S

A travessia do rio do Passo do S é inigualável, mas as belezas naturais não passam por aí!! A chegada  ao Passo da Ilha revela quedas baixas e mansas com possibilidade de banho para quem tiver coragem de encarar as águas frias do Rio!!
Passo da Ilha

Seguindo o caminho rumo a mais uma queda, chegamos a Cachoeira dos Venâncios! Um lugar tranqüilo de quedas baixas e rio limpíssimo...
Cachoeira dos Venâncios


Cachoeira dos Venâncios
Cachoeira dos Venâncios
Cachoeira dos Venâncios
O passeio é longo e cansativo mas é impagável !!  A D O R E I !!

22 de fevereiro de 2013

Projeto TAMAR / SC


Um passeio educativo e cultural é visitar o Projeto TAMAR. 

O objetivo do TAMAR é salvar e preservar 5 espécies de tartarugas marinhas ameaçadas de extinção que vivem no litoral do Brasil. Muitas tartarugas são encontradas na costa brasileira machucadas, e são resgatadas, tratadas e devolvidas ao meio ambiente para seguirem seu ciclo de vida.






Na sede localizada na Barra da Lagoa, na costa leste de Florianópolis, é possível conhecer o ciclo de vida, os nomes e as épocas de reprodução das espécies. O local tem exposição tanto de réplicas de cada uma das espécies monitoradas, quanto de exemplares vivos que estão em tratamento na sede. 






Ao lado das réplicas é possível fazer uma divertida comparação de tamanho entre as espécies! A "gurizadinha" se diverte e aprende a preservar o meio ambiente recolhendo o lixo que produz na praia para não serem levados pela maré e acabar parando na boca de uma tartaruga... 
As principais causas de muitas mortes das espécies são a pesca predatória e a ingestão de lixo jogado ao mar... e isso a gente pode evitar!!!



A dica é sempre levar um saquinho vazio para beira da praia para recolher o lixo que produzimos, e levá-lo conosco até a lixeira mais próxima para o correto descarte!! Assim, evitamos que sejam levados ao mar pelos ventos e marés e confundidos com alimentos pelas tartarugas e todas as vidas que vivem no mar. 

O Projeto possui 11 Centros de visitantes na costa litorânea do Brasil, consulte os horários de funcionamento das respectivas sedes no site do Projeto TAMAR antes de se deslocar.