23 de março de 2012

Porto Alegre/RS - Passeio de Barco no Guaíba

Da série: O que fazer em Porto Alegre! 


A dica  da vez, seja para quem vem visitar Porto Alegre, ou para nós mesmos Porto-alegrenses, que muitas vezes nem ficamos sabendo as maravilhosas opções de lazer que temos por aqui, é fazer o passeio de Barco no Guaíba!


O Guaíba é o maior manancial abastecedor de água da cidade de Porto Alegre, com 82 km de extensão. Conhecido como Rio Guaíba há quem defenda que se trata de um lago e não de um rio, seria então, o Lago Guaíba. A terminologia e a discussão técnica, porém, prefiro deixar o comentário para os entendidos da área. Mas isso em nada diminui a beleza e a grandeza do Guaíba!


As águas do Guaíba são oriundas dos rios Jacuí, Sinos e Gravataí, desembocam na Lagoa dos Patos e integram o Parque Estadual do Delta do Jacuí.  


São oferecidos 4 opções de passeios, um em cada barco e cada um com suas atrações e duram em torno de 1 hora. 
  1. Cisne Branco
  2. Noiva do Caí II
  3. Porto Alegre é 10!
  4. Caribe

Partida da Usina do Gasômetro


Os passeios partem de dois lugares: O barco Cisne Branco, tem partida do cais do porto, portão central, Av. Mauá, 1050-Centro. Os outros barcos partem da Usina do Gasômetro, Av. Presidente João Goulart, 551-Centro.
Partida do cais do porto

Nós fizemos o passeio a bordo do Caribe, o barco acomoda até 200 passageiros em dois andares e é bem confortável em termos de flutuação.
Durante o passeio é possível avistar as várias ilhas do complexo, várias habitadas, sendo que as mais famosas são:

A Ilha da pintada, é a mais povoada e a mais próxima do centro de Porto Alegre, sendo a pesca e o artesanato suas principais fonte de renda.

A Ilha das Flores, onde funciona um centro de reciclagem de lixo, que inclusive serviu de cenário para um curta metragem local bem famoso.

Ilha do Pavão, onde funciona a sede campestre de um dos mais tradicionais clubes de lazer da cidade.

A Ilha dos Marinheiros, cuja principal fonte de renda é a agricultura.


A rota passa bem pertinho da ponte Getúlio Vargas, conhecida como ponte do Guaíba, com extensão total de 7,7 km, possui um vão móvel de 58 metros, elevado diariamente em horários programados. A Ponte liga a capital ao sul do estado na intersecção das rodovias BR116 e BR290.

Ponte Getúlio Vargas



O vão móvel da ponte Getúlio Vargas elevado para a passagem de um navio cargueiro. Essa foto é uma contribuição da amiga Jane Boer que presenciou o momento da elevação do vão, com direito a buzinasso do navio para saudar a plateia.
Os armazéns do cais do porto vistos de dentro do barco
O cais do Porto é o maior porto fluvial do País em extensão, com 8 km de cais acostável, possui 25 armazéns.

O complexo Beira Rio do Sport Club Internacional

O catamarã que faz a travessia Porto Alegre - Guaíba

Um navio em direção ao porto de Rio Grande para carregar

Os barcos Noiva do Caí II, Porto Alegre é 10! e Caribe

São oferecidos passeios que partem da Usina do Gasômetro, todos os dias da semana, exceto nas segundas-feiras.
Saídas com grupos de no mínimo 20 passageiros pagantes em horários variados, fazem a rota do Delta do Jacuí.

O Porto Alegre é 10! inclui na rota uma parada para almoço no restaurante da Colônia dos Pescadores, na Ilha da Pintada, com o famoso peixe na taquara!

O restaurante da Colônia de Pescadores

O tal peixe na taquara também pode ser saboreado a bordo do barco Caribe no almoço aos domingos.
















O barco Cisne Branco:

Os passeios são oferecidos em vários horários todos os dias da semana exceto segundas-feiras. Nos fins de semana às 15 horas e com tempo bom, a saída é garantida, nos demais horários ofertados só partem quando fecham um grupo de no mínimo 20 pessoas.

Não sei o autor da foto, aguardo contato para dar os créditos, mas é linda ! 





  

12 de março de 2012

Porto Alegre/RS - City Tour Lendas Urbanas

Porto Alegre é demais!

- City Tour Lendas Urbanas -

O passeio orientado pela cidade de Porto Alegre inclui visitas aos principais pontos históricos no centro da cidade! 
Vista da cidade de dentro do lago Guaíba

Porto Alegre é banhada pelo lago Guaíba, principal manancial de abastecimento de água e por onde aportaram os primeiros imigrantes açorianos que povoaram a cidade fundada em 26 de março de 1772.

O passeio começa pela rua do arvoredo: A rua hoje chamada Fernando Machado,  guarda uma antiga lenda sobre um tal homem que com sua linda companheira atraía pessoas para sua casa onde funcionava um açougue, as vítimas eram assassinadas, esquartejadas e a carne era vendida como linguiça. A veracidade da história, ou estória, nunca ficou provada pois consta que nos autos do processo faltam folhas e assim, os indícios que provariam o tal crime, nunca apareceram. No entanto, tal caso rodou o mundo nas páginas dos jornais! 

Rua da Praça da Matriz - Praça Marechal Deodoro 

Na mesma rua, no cruzamento com a Vasco Alves fica o Castelinho do alto da Bronze. O antigo Castelo foi construído pelo famoso político da época Carlos Eurico Gomes para sua musa Nilza Linck. A mulher ficou "guardada" lá por 4 anos sem poder chegar sequer perto das janelas.
O alto da bronze por sua vez, ficou conhecido assim, porque ali no alto da ladeira se estabelecera na época uma mulher de pele morena, daí bronze, que, pelo que se sabe prestava serviços aos que a procurava.
Hoje o Castelinho do alto da Bronze funciona como museu, e oferece diversas atividades a comunidade.

Castelinho do alto da Bronze



Praça da Matriz
Na parte alta do centro está localizada na rua Duque de Caxias, a Praça Marechal Deodoro da Fonseca ou Praça da Matriz, como é mais popularmente conhecida, em torno da qual se localizam alguns dos mais importantes prédios da cidade: O Palácio Piratini, sede do governo, o Palácio Farroupilha, sede da Assembléia Legislativa do estado, o Palacete do Visconde de Pelotas, que abrigou D.Pedro II em visita ao estado, conhecido também como Solar dos Câmara, onde funciona hoje um centro cultural, o Museu Júlio de Castilhos, a antiga Junta da Fazenda, o único prédio da época da fundação da cidade e a Catedral Metropolitana.








A CATEDRAL METROPOLITANA
Catedral Metropolitana

Um dos mais belos monumentos da cidade, é também conhecida como Igreja Matriz, Paróquia Nossa Senhora Mãe de Deus, ou simplesmente Catedral.

 A IGREJA NOSSA SENHORA DAS DORES
Igreja N. Sra. das Dores


Igreja das Dores





Igreja Nossa Senhora das Dores, com sede na rua  Riachuelo 630, tem sua escadaria voltada para a rua dos Andradas. A construção da igreja levou mais de 100 anos para ser concluída. Conta a lenda que foi uma praga rogada por um escravo condenado a morte após ser acusado de roubo.



 A RUA DOS ANDRADAS


A Rua dos Andradas é a mais antiga da cidade, conhecida popularmente como Rua da Praia por correr às margens do lago Guaíba. Os prédios de arquitetura da época embelezam o centro da cidade.




A PRAÇA DA ALFÂNDEGA

A Praça da Alfândega é um ponto histórico cultural dos mais conhecidos popularmente na cidade. É a praça localizada na frente do prédio da primeira alfândega da cidade.

Obra de arte: Pegada Africana - Vinícius Vieira

Esta imagem na pedra, é uma obra de arte do autor, ex aluno da escola municipal Anísio Teixeira, chamada Pegada Africana, ela é o segundo marco do museu de Percurso do Negro em Porto Alegre, localizada no coração da cidade, na Praça da Alfandega.   

Neste ponto da Praça da Alfândega, chegavam as águas do  lago Guaíba, entre os prédios do MARGS - Museu de Arte do Rio Grande do Sul e do antigo Correios e Telégrafos.




Antigo Prédio dos Correios e Telégrafos  


O MERCADO PÚBLICO

O mercado público está localizado no Largo Glênio Peres, importante ponto de encontro da cidade, é também um espaço de manifestações populares, comícios e shows. O Mercado, recentemente reformado, é o lugar ideal para compra de peixes, carnes, erva mate e das mais diversas iguarias, tudo fresquinho.

Mercado Público

Mercado Público

Mercado Público

Mercado Público

DICA: No andar superior do mercado existem vários restaurantes de boa comida e preço razoável.

Porto Alegre é cercada por diversas ilhazinhas no Guaíba, sendo a  Ilha da Pintada a mais próxima da cidade e a mais povoada de todas. A ida até a Ilha é feita de ônibus atravessando a Ponte do Guaíba para visitar uma colônia de Pescadores. A volta é feita pelo Barco- Porto Alegre é 10!  através das águas do lago, o que possibilita as mais belas vistas da cidade.

Ponte do Guaíba

Barco Porto Alegre é 10!

Cais do Porto

O Cais de Porto de Alegre é o maior porto fluvial do País em extensão, são 8 km de cais acostável entre os cais Mauá, Navegantes e Marcílio Dias, conta com 25 armazéns, em pleno funcionamento. O local é utilizado também como palco de diversas atrações culturais da cidade durante o ano, como a Feira do Livro, importante evento da cidade.


O prédio da antiga usina do Gasômetro é um dos mais importantes pontos de referência da cidade, onde funcionou uma usina geradora de energia elétrica, na realidade, movida a carvão.

DICA: A orla do Guaíba é o lugar certo para se apreciar o mais lindo por do sol da cidade!

Usina do Gasômetro

Cais do Porto com a Igreja das Dores ao fundo

Lago Guaíba

DICA: O City Tour Lendas Urbanas, é um passeio orientado por guia promovido pela equipe do Sítio do Mato de Porto Alegre. 



CRÉDITOS: As fotos são de autoria da equipe de professores da Escola Municipal Anísio Teixeira, localizada na zona sul de Porto Alegre. 

8 de março de 2012

Feliz Dia Internacional da Mulher

Feliz Dia da Mulher !




História do 8 de março
No Dia 8 de março de 1857, operárias de uma fábrica de tecidos, situada na cidade norte americana de Nova Iorque, fizeram uma grande greve. Ocuparam a fábrica e começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, tais como, redução na carga diária de trabalho para dez horas (as fábricas exigiam 16 horas de trabalho diário), equiparação de salários com os homens (as mulheres chegavam a receber até um terço do salário de um homem, para executar o mesmo tipo de trabalho) e tratamento digno dentro do ambiente de trabalho.
A manifestação foi reprimida com total violência. As mulheres foram trancadas dentro da fábrica, que foi incendiada. Aproximadamente 130 tecelãs morreram carbonizadas, num ato totalmente desumano.
Porém, somente no ano de 1910, durante uma conferência na Dinamarca, ficou decidido que o 8 de março passaria a ser o "Dia Internacional da Mulher", em homenagem as mulheres que morreram na fábrica em 1857. Mas somente no ano de 1975, através de um decreto, a data foi oficializada pela ONU (Organização das Nações Unidas).
Objetivo da Data 
Ao ser criada esta data, não se pretendia apenas comemorar. Na maioria dos países, realizam-se conferências, debates e reuniões cujo objetivo é discutir o papel da mulher na sociedade atual. O esforço é para tentar diminuir e, quem sabe um dia terminar, com o preconceito e a desvalorização da mulher. Mesmo com todos os avanços, elas ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Muito foi conquistado, mas muito ainda há para ser modificado nesta história.

Conquistas das Mulheres Brasileiras 
Podemos dizer que o dia 24 de fevereiro de 1932 foi um marco na história da mulher brasileira. Nesta data foi instituído o voto feminino. As mulheres conquistavam, depois de muitos anos de reivindicações e discussões, o direito de votar e serem eleitas para cargos no executivo e legislativo.

Marcos das Conquistas das Mulheres na História 

- 1788 - o político e filósofo francês Condorcet reivindica direitos de participação política, emprego e educação para as mulheres.
- 1840 - Lucrécia Mott luta pela igualdade de direitos para mulheres e negros dos Estados Unidos.
- 1859 - surge na Rússia, na cidade de São Petersburgo, um movimento de luta pelos direitos das mulheres.
- 1862 - durante as eleições municipais, as mulheres podem votar pela primeira vez na Suécia.
- 1865 - na Alemanha, Louise Otto, cria a Associação Geral das Mulheres Alemãs.
- 1866 - No Reino Unido, o economista John S. Mill escreve exigindo o direito de voto para as mulheres inglesas
- 1869 - é criada nos Estados Unidos a Associação Nacional para o Sufrágio das Mulheres
- 1870 - Na França, as mulheres passam a ter acesso aos cursos de Medicina.
- 1874 - criada no Japão a primeira escola normal para moças
- 1878 - criada na Rússia uma Universidade Feminina
- 1901 - o deputado francês René Viviani defende o direito de voto das mulheres