1 de fevereiro de 2011

Porto de Galinhas - 30 de Janeiro 2011 - Domingo

8 horas - A ideia é acordar cedo para aproveitar o dia. Aqui amanhece muito cedo, em torno de 4 horas da madrugada, e, consequentemente, anoitece muito cedo. Então, tem q fazer tudo cedinho porque pelas 18 horas já é noite. Para nós que chegamos às 4 da madruga, 8 horas é cedíssimo, estamos pregados, mas esse visual compensa qualquer cansaço.

Vista da sacada do quarto 307 F
Área das piscinas
 9 horas - Fomos pegar uma piscina e fazer o reconhecimento inicial. O Hotel é lindo, possui vários prédios de apartamentos, inclusive a maioria de proprietários. A área das piscinas é o centro das atenções, claro, mas tem sauna, sala de fitness, club kids e recreação adulto. Muito bem cuidado e sinalizado. A criançada pode ficar solta, bem a vontade, que dá para se ver de qualquer lugar onde estiver. Tem 3 piscinas bem grandes de diferentes profundidades, uma delas com parede de vidro e bar molhado. Outra, é bem rasinha e tem 3 "cogumelos molhados". Tem diversão para todos os gostos.


O hotel possui várias opções de hospedagem, o nosso pacote era meia pensão - aquele que inclui café da manhã e jantar. O almoço era por nossa conta. A vantagem é que se fica a vontade para fazer os passeios fora do hotel, que são muitos e na sua maioria ocupam o dia todo. A desvantagem é que tem que gastar com alimentação todos os dias, além de perder muito tempo escolhendo o restaurante e ainda correr o risco de cair num restaurante ruim.  

O pacote a partir de 7 diárias inclui transfer disponível do hotel para a Vila de Porto de Galinhas, que é o centro da cidade, todos os dias, era só reservar na portaria o horário de ida e de volta.

14 horas 10' - Pegamos o transfer para a Vila onde fomos almoçar. A viagem dura em torno de 20 min. em um caminho bem bonito.

14 horas 30' - Escolhemos para almoçar, embora o avançado da hora, um restaurante na beira da praia, chamado Itaoca. Eles servem frutos do mar, claro, e demais pratos variados. Aqui a carne de boi ou frango não tem gosto de peixe, como vivenciei no Cantinho do Curuca em Guarapari - ES. A comida é bem gostosa, mas muito cara. Também, na beira da praia em Porto de Galinhas, só podia ser. A pior parte é entrar no tempo desse pessoal, muito devagar. O guia já tinha avisado na vinda do aeroporto para o hotel, que era para ter paciência. Magina, na chegada já ser avisado da vagaresa local ! É porque é bem devagar.


16 horas e 30' - Saímos do restaurante para ir para a parada do transfer. Não tivemos tempo para visitar as lojinhas da avenida com calma, mas deu tempo para comprar castanha, ai que maravilha! Castanha de pacote, a vontade.

17 horas - Chegou o transfer de volta ao hotel, pontualmente.

DICA: CARREGUE SEMPRE REPELENTE, A MOSQUITAMA É VIOLENTA POR AQUI. 


17 horas 25' - De volta ao hotel, piscina, já é quase noite.
17 h 54'
18 h 13' - noite fechada


Hall de entrada do hotel
19 horas - Jantar e cama, todos pregados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Suas OPINIÕES e EXPERIÊNCIAS também são bem vindas! Vem Comigo!