29 de janeiro de 2011

Uruguay 2011 - 24 Jan de 2011 - Segunda

Café da manhã na Plaza Independencia
7 horas - É  horário de acordar para dar tempo de fazer tudo que a gente quer. Aqui tem muito lugar legal que não dá pra deixar de conhecer. Estamos hospedados no Hotel Ibis, é bem na beira da Rambla, na marca dos 3,5 km a partir do Porto. O Porto da cidade é enorme, super hiper big grande! Impressionante! Ainda é maior que o de Rio Grande enquanto não terminam a reforma de ampliação. A Rambla é tipo uma avenida "beira mar" da cidade. Ela se estende por toda a orla do Rio da Prata, que banha a cidade, com um grande calçadão, onde as pessoas caminham, tomam chimarrão, levam as crianças para brincar ou apenas apreciam a belíssima e privilegiada vista. Programa do dia: Cidade de Montevideo.

9 horas - Início da visitação à cidade pela Plaza Independencia. http://pt.wikipedia.org/wiki/Jos%C3%A9_Artigas
José Gervarsio Artigas - Militar Urruguayo - 

A arquitetura da cidade é linda, cheia de prédios antigos e bem conservados que se tornaram pontos imperdíveis de se ver.


Teatro Solis
Visita orientada
10 horas - Teatro Solis. O teatro possui programação de espetáculos até hoje e se pode visitá-lo gratuitamente às quartas-feiras. Nos outros dias se paga $ 20 pesos para fazer a visita orientada que dura cerca de 1 hora. Imperdível ! 

11h 30 - Mercado Del Puerto. Fomos almoçar no Mercado, que é mais voltado para gastronomia, com muitos restaurantes e lojas. O lugar é muito quente e a bebida: MUITO CARA. Acho que vou reforçar isso em todas as paradas, ficamos mesmo muito impressionados com o preço do refrigerante por lá, sempre em torno de R$ 6,00 a pet de 600ml.


Aproveitamos para conhecer o Estádio Centenário e o Museu do Futebol no próprio estádio. Construído para  primeira Copa do Mundo em 1930, ficou pronto em seis meses. O custo para entrada no museu foi de 8 reais por pessoa com acesso às arquibancadas do Centenário.


Estádio Centenário
Estádio Centenário

Foto aérea disponível no museu

Estádio Centenário

Monumento em Homenagem aos 100 anos de Montevideo no Estádio

Museu do Futebol


Parque Rodó


Por do Sol na Rambla


Após o passeio de final de tarde na Rambla, tomando o bom e velho chimarrão, fomos jantar e guardar energia para o dia seguinte. Jantamos no centro, próximo a prefeitura em uma travessa da Avenida 18 de Julho, a principal de Montevideo, em um restaurante bem acessível por cerca de R$ 20,00 por pessoa.

Uruguay 2011 - 23 Jan de 2011 - Domingo

7 horas: O dia começa cedo, café da manhã, chimas embaixo das árvores, um tempinho para relaxar e pegar a estrada de novo. Programa do dia: Forte de Santa Teresa, Punta del Diablo, La Paloma, Montevideo. A vista do hotel era fantástica.



10 horas 35' - Forte de Santa Teresa. Pertencente à República Oriental del Uruguay desde 1828, após disputas por territórios entre Espanha, Portugal e Brasil.








 Vista aérea do Forte:

12 horas: Punta Del Diablo - Lindíssima praia de águas geladas, claras e agitadas.


Nessa rua a gente almoçou, num lugarzinho super simpático e tinha só nós no lugar. As meninas do atendimento era ótimas e o serviço foi rapidinho.









16 horas - La Paloma - Uma praia super simpática, onde queremos voltar um dia. Essa é uma praia legal de ficar hospedado. Toda calçada, tem um centrinho bem equipado, com diversão para garotada e para os papais.

19 horas - Pé na estrada. Próxima parada: Montevideo.

1 hora da manhã - Chegamos no hotel Ibis na madrugada, pela 1 hora da manhã. Pegamos congestionamento na estrada, ninguém merece... tranqueira nas férias, bem, ainda bem que estávamos de férias. Domingo a noite, Ruta IB - InterBalneária = Traqueira ! Até amanhã


28 de janeiro de 2011

Uruguay 2011 - 22 Jan de 2011

4 horas - Acordamos de malas prontas para pegar a estrada! Carregar o carro, abastecer, encontrar os parceiros de viagem. E lá vamos nós, rumo ao Uruguay. O programa é o seguinte: Rio Grande - Reserva do Taim - Chuí - Uruguay.

5 horas - Partida de Porto Alegre/RS - Brasil. 

9 horas - Chegada em Rio Grande. Fomos visitar as principais atrações da cidade: O museu Oceanográfico e as vagonetas dos molhes na praia do Cassino. A cidade é relativamente grande, banhada pelo Oceano Atlântico. Lá se localizada o Porto do Rio Grande, também dito como Porto do Conesul, por sua privilegiada localização geográfica. 

9 horas 10' - O museu Oceanográfico é lindo, com muitas espécies de peixes em exposição, além de instrumentos de navegação de todos os tempos.


11 horas 30' - Almoço.

12 horas 52' - Depois de uma meia hora de estrada, chegamos na praia do Cassino. praia tipicamente gaúcha: mar revolto, turvo, muita areia fina na beira de praia e, nesse caso, com pouquíssimos cômoros de areia, numa extensão de aproximadamente 254 km! Famosa por ser a maior praia do mundo o Cassino abriga os molhes do Rio Grande onde se pode fazer um agradável passeio de Vagonetas.


Mais sobre a cidade:
Privilegiado por seus aspectos geográficos, o Porto do Rio Grande consolidou-se como o porto do Conesul, tendo forte atuação no extremo sul do Brasil, estando entre os mais importantes portos do continente americano em produtividade, oferecendo serviços ágeis e de qualidade. Dotado de uma completa infraestrutura operacional o porto gaúcho é considerado o segundo mais importante porto do país para o desenvolvimento do comércio internacional brasileiro. No entanto, o Porto não para de realizar investimentos em infraestrutura, estando sempre adequado aos padrões internacionais.

O Balneário Cassino, inaugurado em 1898, está localizado no município de Rio Grande, extremo Sul do Brasil. Seu principal acesso é através da RS-734, que liga a praia do Cassino a cidade de Rio Grande. 
Este Balneário destaca-se por ter a maior praia do mundo, com cerca de 254km, chegando até a fronteira Brasil-Uruguai; Conta também com outros grandes atrativos como os molhes da barra, o calçadão da Avenida Rio Grande e o barco Altair, encalhado em 1976.

15 horas 30' - Chegada no taim. 






18 horas - Chegamos na fronteira com o Uruguay. Momento de tensão para todos, mesmo quando se está com todos os documentos, sempre fico receosa com o elemento surpresa. Ouvi muito sobre dificultadores e policiais corruptos. Mas para minha alegria, ainda existe honestidade nesse mundo. O pessoal da fronteira de cara parece carrancudo, mas são muito solícitos. Lá se consegue toda informação necessária, e mapas, muitos mapas. A língua é meio estranha no início, mas dá para se comunicar.

18 horas 34' - Chegamos no hotel. Fomos direto em busca do hotel para não perder a luz do dia. Procurar lugares em terras desconhecidas é mesmo uma aventura. Em busca do hotel, acabamos achando e visitando o Forte de San Miguel, antes de achar o hotel. Nos acomodamos no hotel El Fortin, sim, antigamente era um Forte, lindo aliás, todo original, mas na minha opinião poderia ser mais bem cuidado. 









19 horas  - Saímos para dar uma olhada nas lojas e jantar. É preciso se acostumar com a língua e com a moeda, o peso está de 10 para 1 R$, então é tudo muito estranho. Gastasse em média $ 200 pesos por pessoa em cada refeição, mas a bebida... é muuuuiito cara, em torno de R$ 7,00, isso SETE REAIS um refri de 600 ml ! É onde mais se gasta. O lugar é impressionante, é uma avenida larga com um calçadão no meio, de um lado é Brasil, de outro Uruguay. Simples assim. 

23 horas - Voltamos para o hotel, banho, cama e descanso. Amanhã é outro dia de longa estrada. 

Objetivo

Adoro viajar ! Essa é com certeza uma das coisas que mais gosto, que mais me realizam e que me dão motivação a cada dia para fazer aquelas que não gosto tanto assim, ou que abriria mão de fazer, caso fosse possível escolher... Viajar me renova, me anima, me ensina. Viajar é tudo de bom ! Na minha última viagem tive a companhia de uma amiga que fazia um "diário de bordo", onde ela anotava todos os dias: hora de saída e chegada, quilometragem, lugares, gastos, comentários, tudinho.  Assim, surgiu a ideia do "Dicário" uma mistura de Diário com dicas. Embora eu não viaje tanto quanto gostaria, sempre fica uma boa dica de cada lugar que se visita e isso sempre pode ajudar um amigo. Sejam bem vindos ao Dicário!